Clique no banner para conhecer e adquirir o meu treinamento de Bancos de Dados no Azure

Simulados de prova de certificação? FUJA DELES!

Esse post é a parte 11 de 13 da série Certificação Microsoft
Tempo de Leitura: 6 minutos

Olá pessoal!
Nesse post eu gostaria de conversar com vocês sobre “simulados” de prova de certificação, que prometem ter questões parecidas com a prova de certificação e servirem como um guia de estudo para quem está estudando e podem ser um grande risco para sua carreira e toda a comunidade técnica, com punições severas a quem faz uso desses tais simulados. E vou explicar o porquê.

Não se limitem a apenas ler o que eu vou escrever nesse post. Reflitam e comentem aqui embaixo a sua opinião e experiências sobre isso.

Introdução

O que me motivou a escrever sobre simulados de prova de certificação, é estar vendo várias pessoas na comunidade compartilhando supostos “cursos” e “treinamentos” onde um dos materiais disponibilizados são “simulados” para ajudar na preparação para a prova em questão.

Isso quando o “curso” não é só isso.. Compartilhar o tal “simulado” que o instrutor talvez tenha achado/comprado na Internet e esteja revendendo.

Simulado para mim, que sou instrutor, é algo que eu vou criar, usando minha experiência e conhecimento, para testar as habilidades dos meus alunos no conteúdo cobrado na prova, usando questões que eu julgue serem relevantes para cenários do dia a dia. De forma alguma, eu vou tentar copiar as respostas da prova e tentar lembrar o que caiu na prova para colocar igual no meu simulado.

Como instrutor de cursos e treinamentos, meu papel é ensinar ao aluno, e fazê-lo pensar, alinhando o próprio conhecimento dele com o que ele aprendeu. O objetivo de qualquer curso é ensinar, e não fazer o aluno ser aprovado na prova. Ser aprovado é uma consequência dele ter aprendido. Se o aluno não for aprovado, ele não aprendeu e não deveria mesmo, ter sido aprovado. Isso não é vergonha, não é demérito, é só um indicativo que o processo de aprendizado dele precisa de mais tempo.

Não podemos pular o processo de aprendizado!!! Ele é necessário e muito importante!

Qual o problema dos simulados?

Eu não vejo problema algum em usar simulados para estudar para a prova. Muita gente usa isso até mesmo em provas como ENEM. O problema real é quando esses simulados não são simulados, e sim UMA CÓPIA DA PROVA, com AS MESMAS QUESTÕES, o que infelizmente, é a realidade da grande maioria dos supostos simulados disponíveis na internet.

A grande verdade é que quem realmente estuda, pratica e se dedica, não precisa de simulado. Ponto final.

“Estudar” as próprias respostas da prova não é estudo. É uma trapaça, é ilegal, é imoral e essa prática é punida severamente por todas as empresas que aplicam provas de certificação (veja mais no tópico abaixo).

Já vi vários casos de pessoas que não sabiam nada de determinada prova, nunca trabalharam com tal tecnologia/ferramenta, não estudaram e apenas decoraram todas as respostas desses tais simulados/dumps, e foram aprovados na prova de certificação.

O que essa pessoa aprendeu? NADA! Duvido que ela irá lembrar das coisas que decorou 3 meses depois.. Cadê o processo de aprendizado? A certificação serviu para quê? Um completo absurdo e uma aberração.

O que acontece com quem usa simulados?

E o que acontece com esse profissional? Ele irá para o mercado, como um profissional “certificado” e quando precisar demonstrar as suas habilidades, não as terá. Ele não irá conseguir desempenhar o papel que se espera dele, vai passar vergonha, e será questionado como ele tem a certificação se ele não tem aquele conhecimento. Porque quando um profissional certificado é contratado, especialmente quando a certificação é um pré-requisito, ele provavelmente será bastante cobrado em cima disso.

Quando esse cenário acontece, onde um profissional certificado não tem o conhecimento supostamente atestado pela certificação, essa certificação passa a não servir de nada mais, porque o recrutador ou a empresa não vão mais acreditar que a certificação garante o mínimo de conhecimento necessário.

E é aí que toda a comunidade perde! Aquelas pessoas que perderam horas, dias, semanas ou até meses estudando arduamente para serem aprovadas, além de terem investido centenas de reais (uma prova hoje, custa quase 600 reais), acabam sendo desvalorizadas por atitudes de pessoas como essas, que usam simulados para passar na prova ao invés de estudarem a aprenderem.

Por isso que toda a comunidade técnica deve se juntar e bater de frente contra quem divulgar ou utilizar esse tipo de material, pois ele não traz benefício algum, apenas prejudica a própria área de TI e os profissionais que lutam para obter esses títulos.

Em processos de seleção que eu participo, eu sempre pego mais pesado com quem tem certificação, porque a certificação É SIM, um diferencial muito grande, dá uma vantagem importante para o candidato que busca uma vaga de emprego, então eu preciso garantir que essa pessoa realmente sabe o que a certificação “diz” que essa pessoa sabe. E se eu desconfiar ou souber que essa pessoa usou esses tais “simulados”, eu elimino do processo NA HORA. Não tem nem conversa. E muitas pessoas com quem converso, tem a mesma atitude.

Então, cuidado com esses “dumps” e “simulados”.

O que acontece se eu for pego usando simulados?

Quem usa esses “dumps” ou “simulados” que são cópias da prova tem que ser realmente muito corajoso, porque as punições para quem faz o uso desses materiais é bem severa. Assim como em qualquer prova, seja na escola, faculdade, ENEM, concurso, certificação. Qualquer professor que aplica uma prova, se descobrir que o aluno teve acesso ILEGAL ao material da própria prova, irá aplicar alguma punição severa ao aluno.

Analisando a punição que a Microsoft impõe sobre isso, podemos ver no link da Política de Segurança dos exames, o seguinte texto:

Candidate bans
If a candidate violates any testing rule, exam policy, or term within the exam agreement (NDA), or engages in any misconduct that diminishes the security and integrity of the Microsoft Certification Program in any way, the candidate may be permanently prohibited from taking any future Microsoft Certification exams. In addition, test scores and certifications may be revoked.

Examples of sch misconduct, misuse, and fraud include, but are not limited to, the following:
– Using unauthorized material in attempting to satisfy certification requirements (this includes using brain dump material and/or unauthorized publication of exam questions with or without answers).

Vejam agora a orientação da Oracle sobre esse assunto:

Fraudulent Activity Policy
Oracle Corporation reserves the right to take action against any candidate involved in fraudulent activities, including, but not limited to, fraudulent use of vouchers, promotional codes, reselling exam discounts and vouchers, cheating on an exam, alteration of score reports, alteration of completion certificates, violation of exam retake policies or other activities deemed fraudulent by Oracle.

Oracle considers any contributions to, use of, or sharing of materials pertaining to Oracle certification exams (or “brain dumps”) to be a violation of this Fraudulent Activity Policy. Candidates can check if the materials they are purchasing are prohibited brain dumps by visiting CertGuard’s Brain Dump ID System. It is the responsibility of the candidate to ensure that all materials they purchase or use to prepare for exams are not violations of this Fraudulent Activity Policy.

If Oracle determines, in its sole discretion, that fraudulent activity has taken place, it reserves the right to take action up to and including, but not limited to, decertification of a candidate’s credentials, temporary, indefinite or permanent ban of a candidate from Oracle certification programs, notification to a candidate’s employer, and notification to law enforcement agencies. Candidates found committing fraudulent activities forfeit all fees previously paid to Oracle, or to Oracle’s authorized vendors, and may be required to pay additional fees for services rendered.

If you would like to report fraud, you can send a detailed email to [email protected]

E por fim, as orientações da AWS (Amazon) sobre o assunto:

2. Testing.
2.1. Testing Rules.
You will comply with all rules and regulations applicable to registration, administration, scoring and reporting of the Certification Exam as set forth by AWS and by a Certification Exam Provider, including, without limitation, fully and truthfully cooperating with any investigation into testing irregularities. In addition, you will not:
(a) receive or provide unauthorized assistance, or submit work that is not your own;
(b) possess, access, or use unauthorized materials including Unauthorized Content Disclosures of any Certification Exam or Testing Materials;
(c) falsify your identity or identification documents, or misuse any testing identification number, username, or other credentials that have been provided to you;
(d) allow another individual to test under your identity;
(e) claim exam results that you did not validly obtain;
(f) disclose or disseminate the content of any Certification Exam or Testing Materials;

Resumo: Se você for pego, pode ter todas as suas provas revogadas e também, ser permanentemente proibido de fazer qualquer prova da Microsoft no futuro (para sempre). E não é difícil as empresas pegarem isso não.. Existem vários cursos na Udemy vendendo esses tais “simulados”. Basta ela processar o instrutor e exigir a lista dos alunos que tiveram acesso a esses materiais.

Até mesmo métricas podem ser utilizadas para analisar o comportamento durante a prova, como por exemplo:

  • Notas muito altas
  • Questões sendo respondidas muito rápido
  • Simulados respondidos também contém respostas erradas.. A MS pode comparar as suas respostas com as disponíveis nos simulados e descobrir que você usou aquele simulado.
  • E várias outras maneiras…

Muito cuidado com isso!!

Como denunciar quem usa ou vende esses “Dumps” ?

A Microsoft possui um formulário onde você pode reportar pessoas que usam ou vendem esses “simulados” que, na verdade, não são simulados, e sim “Dumps”, ou seja, uma cópia exata das provas reais.

Para acessar esse formulário, clique nesse link aqui.

Existem realmente simulados válidos e seguros de usar?

Sim, claro! Existem empresas sérias que produzem simulados usando questões fictícias, parecidas com a prova de certificação, no mesmo estilo, mas sem copiar a prova.

Dentre essas empresas, destaco a WhizLabs, com ótimos simulados e a MindHub, que possui simulados oficiais, onde você pode adquirir direto pelo portal de certificações da Microsoft, além de Exam Replay with Practice Test.

Se você quer ter mais segurança para fazer suas provas de certificação, e conhecer o estilo das provas, pode confiar nesses simulados e FUJA desses “simulados” FAKE, que são uma cópia da prova oficial.

E não se esqueça de conferir meus artigos sobre provas de certificação clicando nesse link aqui 🙂

Bom, é isso aí, pessoal!
Essa é a minha opinião e qual a sua? Comenta aí.