SQL Server – Como rastrear encomendas e objetos dos correios (após desativação do WEBSRO)

Visualizações: 1.293
Tempo de Leitura: 5 minutos

Olá pessoal!
Tudo bem ?

Neste post de hoje vou trazer algo muito legal, que é uma stored procedure Transact-SQL onde é possível consultar e rastrear as informações de encomendas e objetos utilizando dados do próprio site dos Correios no SQL Server. Para isso, vou utilizar o objeto MSXML2.ServerXMLHTTP e procedures OLE Automation para uma solução e o CLR para uma outra alternativa.

Isso é bem útil para empresas de e-Commerce que podem utilizar essa SP para integrar o rastreamento dos Correios a seus sistemas e exibir na tela o andamento da entrega de seus produtos.

Eu já havia mostrado uma solução bem parecida com essa no artigo Consultando o rastreamento de objetos dos Correios pelo SQL Server, mas essa solução parou de funcionar no dia 10/06, quando o Correios resolveu desativar o endereço que era executado no link http://websro.correios.com.br…, utilizado por vários sistemas de e-Commerce para fazer o rastreamento de objetos e no meu post anterior.

Com isso, precisei pensar em outra solução para fazer o rastreamento de objetos. Através de algumas buscas na internet, encontrei o serviço http://www.linkcorreios.com.br/, que permite fazer o rastreamento de forma bem precisa. Vamos ver como ele vai nos permitir rastrear objetos.

Como rastrear objetos utilizando OLE Automation

Uma forma bem simples e rápida de se fazer requisições HTTP Request pelo SQL Server é utilizando o recurso OLE Automation, que invoca bibliotecas e DLL’s externas para realizar vários tarefas pelo banco de dados. Veja neste link alguns outros posts sobre OLE Automation.

Antes de iniciarmos, vejamos alguns pré-requisitos para utilizar essa procedure:
– Habilitar o recurso OLE Automation no seu servidor SQL Server (veja como neste post)
– Função fncRemove_HTML para remover tags HTML de uma string varchar (veja mais neste post)
– Função fncSplitTexto para quebrar uma string em substrings utilizando um delimitador (veja mais neste post)

Um detalhe importante que observei no desenvolvimento dessa SP, é que se a quantidade de caracteres do XML de retornado pela procedure sp_OAGetProperty for superior a 4000 caracteres, o retorno da SP será NULL, uma vez que a procedure sp_OAGetProperty possui essa limitação de 4000 caracteres. Para contornar esse problema, ao invés de usar uma variável de OUTPUT para capturar os dados, eu os insiro em uma tabela temporária e depois trabalho com os dados. 🙂

Visualizar código-fonte da SP

Clique aqui para expandir

Como rastrear objetos utilizando CLR

Uma outra forma de conseguir realizar requisições HTTP pelo SQL Server, é utilizando o CLR, uma poderosa ferramenta que a Microsoft disponibiliza e que permite criar programas escritos em C# ou VB, utilizando todos os recursos do Microsoft .NET Framework e executá-los pelo banco de dados. Caso você ainda não conheça o CLR, dê uma lida neste link aqui e acompanhe todos os meus artigos utilizando o CLR neste link.

Pré-requisitos para utilizar essa procedure:
– Função fncRemove_HTML para remover tags HTML de uma string varchar (veja mais neste post)
– Função fncSplit_Texto para quebrar o HTML em linhas (veja mais neste post)
– Stored Procedure stpWs_Requisicao para realizar as requisições HTTP (veja mais neste post)

Visualizar código-fonte da SP

Clique aqui para expandir

Resultado das SP’s

Ambas as Stored Procedures tem exatamente o mesmo retorno. Apenas o codificação das duas é que se difere. Uma vez que você escolher qual das duas abordagens quer seguir, o resultado da SP será assim:

É isso aí, pessoal!
Espero que tenham gostado desse post e deixem o seu comentário.

sql server tsql transact sql query rastreamento encomendas objetos correios

sql server tsql transact sql query rastreamento encomendas objetos correios