Clique no banner para conhecer e adquirir o meu treinamento de Bancos de Dados no Azure

SQL Server – Como gerar um script com todos os índices do banco de dados

Visualizações: 664 views
Tempo de Leitura: 6 minutos

Fala pessoal,
Nesse post eu gostaria de mostrar para vocês como gerar um script para exportar todos os índices do banco de dados, muito útil para migrações e configurações de novos ambientes.

Como gerar um script com todos os índices do banco de dados utilizando T-SQL

Uma das formas mais rápidas e práticas, é utilizando o script abaixo, que irá gerar um select com todos os índices que existem na base.

Resultado:

Como gerar um script com todos os índices do banco de dados utilizando o SSMS

Uma das formas mais fáceis de exportar todos os índices do banco para um script SQL, é utilizando o próprio SQL Server Management Studio (SSMS).

Para fazer isso, abra o “Object Explorer”, clique com o botão direito no banco de dados que deseja exportar os índices e selecione a opção “Tasks” e depois “Generate Scripts…”

Nessa tela que abriu, você pode avançar, e, opcionalmente, marcar a opção “Do not show this page again”, para pular essa tela de introdução na próxima vez que você for abrir esse assistente.

Na próxima tela, você pode utilizar a opção padrão “Script entire database and all database objects”, para exportar todos os objetos do banco de dados, ou clicar na opção “Select specific database objects” para selecionar apenas os objetos que você quer.

Para apenas exportar os índices, eu escolhi a opção “Select specific database objects” e marquei todas as tabelas.

Na tela abaixo, clique no botão “Advanced”, para exibir algumas opções interessantes no script gerado.

Lembre-se de ativar as opções “Script Full-Text Indexes”, “Script Indexes” e “Script Data Compression options” para uma exportação bem sucedida.

Uma opção que pode ser muito útil é a “Types of data to script”. A opção padrão é a “Schema only”, que exporta somente a definição dos objetos. Além desta opção, você pode escolher “Data only”, que exporta somente os dados (bom para fazer dump de apenas algumas tabelas) e “Schema and data”, que faz o backup tanto da definição dos objetos quanto dos dados.

Nesta tela, você pode escolher o destino do script gerado, que pode ser um notebook Jupyter, um script SQL salvo no disco, a área de trabalho ou uma nova aba no SSMS. Eu escolhi a última opção.

A próxima tela vai mostrar um resumo das ações e configurações que você selecionou nos passos anteriores

Pronto! Script de criação das tabelas e dos índices gerado com sucesso.

E é isso aí, pessoal!
Espero que tenham gostado dessa dica e até a próxima!