Clique no banner para conhecer e adquirir o meu treinamento de Bancos de Dados no Azure

Conheça o Power CLR: Integração do SQL Server com APIs, Arquivos, Webservices, FTP e muito mais!

Visualizações: 255 views
Tempo de Leitura: 3 minutos

Por quê o Power CLR foi criado?

Um cenário bem comum atualmente, é a necessidade de criar integrações entre um banco de dados SQL Server e recursos externos, como arquivos, FTP e APIs, especialmente em rotinas automáticas para processamento e enriquecimento de dados através do consumo de informações de serviços ou empresas terceiras.

Para projetos complexos e com grandes volumes de dados, ferramentas de ETL/ELT como SSIS, Pentaho e Azure Data Factory são bastante utilizadas para atender essa necessidade e cumprem muito bem essa função.

Entretanto, algumas empresas podem optar por não utilizar tais ferramentas, seja por alguma dificuldade técnica para implantação (SSIS não tem suporte nativo à APIs e requisições HTTP em geral, arquivos ZIP e protocolos FTP e SFTP, por exemplo), possíveis custos envolvidos ou alguma outra razão que faça mais sentido processar esses dados pelo próprio banco de dados e acabam criando soluções inseguras, de difícil manutenção e não funcionais para isso, como OLE Automation procedures ou xp_cmdshell.

Visando atender esse tipo de necessidade, onde a empresa não quer ou não pode utilizar ferramentas externas para processar esses dados e para trazer mais segurança, robustez e facilidade de uso que as soluções tradicionais, a Power Tuning lançou o produto Power CLR.

 

O que é o Power CLR?

O Power CLR é um conjunto de mais de 200 funções e procedures, compiladas utilizando a linguagem C# e publicadas em um banco de dados SQL Server, que permitem estender as capacidades de integração do SQL Server como, por exemplo:

  • Leitura e gravação de arquivos de texto simples.
  • Leitura e gravação de arquivos de texto com layout definido por posição de caracteres.
  • Leitura e gravação de arquivos CSV, identificando os separadores e cabeçalhos do arquivo como colunas numa tabela.
  • Leitura e gravação de arquivos Excel.
  • Importação de arquivos binários para o banco de dados e vice-versa.
  • Integrações com API’s REST através de requisições HTTP (GET, POST, PUT, etc).
  • Leitura, listagem e gravação de arquivos em protocolos FTP e SFTP.
  • Validações de dados (CPF, CNPJ, Inscrição Estadual, E-mail, CEP, Telefone, etc).
  • Formatação de números, datas, strings.
  • Funções avançadas de criptografia.
  • Integração com ChatGPT.
  • Exportação do resultado de uma query para uma tabela HTML (que pode ser enviada por e-mail).
  • Remoção de tags HTML e RTF de uma string.
  • Codificar e decodificar URLs.
  • Envio de e-mail sem depender do Database Mail.
  • Integração com Active Directory (AD) para listagem de grupos, membros, permissões e muito mais.
  • Integração com Analysis Services para leitura de metadados, backup, restore e processamento de cubos.
  • Integração com SQL Server Agent para listar jobs, executar, parar execução, aguardar execução e fazer backup dos jobs.
  • Leitura e gravação no registro do Windows (Regedit).
  • Listagem, leitura e gravação no Event Viewer do servidor.
  • Listagem, leitura e gravação na listagem de serviços do servidor.
  • Listagem, leitura e gravação na listagem de processos do servidor.

 

Uma vez instalado e publicado, o Power CLR funciona de forma transparente, como se fossem funções e procedures T-SQL tradicionais, onde você poderá integrar seu banco de dados com API’s e arquivos para rotinas diversas, executar manualmente ou agendar execuções automáticas com o SQL Server Agent ou outro agendador de tarefas.

 

Quais as vantagens de utilizar o Power CLR?

Além de facilidade de integração, também podemos ganhar performance com o Power CLR, que possui funções de tratamento de strings e cálculos matemáticos que podem aumentar o desempenho da sua consulta em até 100x, como é o caso da função Split do Power CLR quando comparada a uma função Split criada utilizando Transact-SQL.

Quer saber mais vantagens? O Power CLR permite utilizar algumas funções em versões antigas que só existem em versões mais novas do SQL Server, como a função STRING_SPLIT, funções de leitura de JSON e muito mais.

Falando em suporte a versões e edições, o Power CLR é compatível com SQL Server 2005 em diante e todas as edições são suportadas (Enterprise, Developer, Standard, Web e Express).

Isso mesmo, até o SQL Server Express pode utilizar os benefícios do Power CLR, sem nenhuma limitação. Inclusive, a instância gerenciada do Azure SQL (Azure SQL Managed Instance) também é compatível.

Caso a sua empresa tenha alguma necessidade específica, novas funcionalidades podem ser adicionadas conforme a necessidade, de forma personalizada.

 

Demonstração do Power CLR

 

Deseja solicitar um orçamento?

Está precisando de ajuda para integração do seu banco SQL Server com arquivos, APIs ou outros serviços?

Preencha os seus dados abaixo que entraremos em contato para conversamos melhor sobre a sua necessidade e iniciarmos uma parceria de sucesso.